CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


Cavaleiros do Cosmos
 

Às vezes, as pessoas que pensamos serem amigas, na verdade fazem uma hecatombe em nossas vidas que nada mais vemos que um labirinto que nos levam do nada a lugar algum, tamanho a decepção e a tristeza gerada pela frustração que temos que sentir.

Então vemos que, para esses casos, podemos criar asas e voar, mostrar que não somos dependentes, somos livres, firmes e fortes para recomeçar, reviver a partir do plano zero para, dessa forma, esquecer as feridas e ignorar as cicatrizes, formando em nós, os medicamentos necessários para reviver diante do caos e do abismo que o labirinto representa. E vencer, como um grande Cavaleiro deve ser.

Dessa forma, viramos os Guerreiros da Luz, os Cavaleiros Templários, essência vital para sobreviver às decepções geradas pelos humanos desse planeta mundo. 

Nunca deixarei de acreditar na humanidade e de que existam ilhas onde, pessoas como eu, como nós, ainda existam em busca do que tanto almejamos...

Paz, amor e simplicidade, que nos orientam pela terra com honra, baseada na sinceridade, franqueza e honestidade, para que possamos amar a mulher que nos escolher para que sejamos parte essencial em suas histórias com fraternidade, fidelidade e fertilidade. 

Só os fortes prevalecem diante os espíritos sem luz, só aqueles que olham para o céu, sem esquecer que estão com os pés fincados no chão, conseguirão criar forças para servirem de exemplo e se reinventar, transformando-se numa versão muito melhor que a versão anterior.

Dessa forma, lideraremos os exércitos da luz e expurgaremos desse mundo o caos, gerado pelas pessoas que não fazem outra coisa senão destruir os sonhos das demais, em vez de criar os próprios rumos para se orientarem pela vida.

Que assim vivamos nesse lugar sem destino, como luzes de esperança em meio à escuridão que existe no coração dos homens, não somos donos da verdade, mas guiaremos da melhor forma, para que a verdade mais pura prevaleça, a de que sem amor, o homem nada mais é do que um humano.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 16/11/2013
Alterado em 15/03/2018

Música: Pub - Jung, Jae Hwan

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários