CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


Voto de Fé
 

A cada instante, fico mais amedrontado com a sociedade em que vivo, em alguns momentos, até parece mais seguro estar na cela de um zoo, cercado de feras do que circular nas zonas urbanas das grandes cidades do meu país. 
 
A sociedade exige que você ande com roupa de marca, com o carro da moda, o perfume da estação, falando todos os tipos de idiomas, menos o que é falado por nascimento. Adoramos o que é feito lá e renegamos o que é criado aqui.
 
Nossos três poderes estão, a cada instante mais e mais alienados, onde não se entende mais como esfera de poder e sim como um covil de lobos antenados da melhor forma em fazer o brasileiro ser totalmente escravo do sistema que eles mesmos criaram para nos subjugar.
 
A alienação social está gritante, fruto do lixo diário despejado em nossos lares pelas tv's abertas. Onde, programas educativos não possuem mais espaço. Por não proporcionar a desejada audiência.
 
Prefiro dizer que sou clássico, sou antigo, sou do tempo em que era o caráter e a honra que diziam quem era o homem, e não os itens e acessórios que possui, na época que satirizávamos e boicotávamos aqueles que não serviam a boa causa social, aos tempos em que Carl Sagan e Jacques-Yves Cousteau recheavam as nossas telas com a biodiversidade marinha e a vastidão infinita do nosso universo. Sinto falta desses valores, porque naquela época o que se via eram crianças com livros na mão e não dançando de forma erótica, os ritmos mundanos que são jogados dia a dia em nossos ouvidos, quer nos queiramos ou não.
 
Por fim, o que posso dizer é que sou um ignorante, já que não consigo entender como é que acham que tudo isso é certo e, portanto, válido. Então, peço a quem puder me ouvir, ler o que está escrito aqui. Se ainda existe um resquício dos velhos valores no ar, não há porque não lutar por isso?
 
Não será mais forte, deixar de votar no corrupto? Boicotar quem vende o seu serviço acima do preço? E fazer humor daquilo que os grandes pensam que farão sucesso?
 
Ainda viverei um certo tempo nesse planeta mundo, mas viverei como um jovem velho, por considerar os valores antigos mais propícios do que os novos e um velho jovem, por nunca deixar de acreditar e lutar por eles, por serem os valores reais de fato.


Por isso acredito e faço o voto de fé, espero que você também, pois juntos, poderemos mudar o nosso mundo, o nosso planeta mundo.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 10/02/2014
Alterado em 15/03/2018

Música: Caribbean Blue - Enya

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários