CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


 
Suave Doçura
 
 
Alma gêmea, de áurea graça e plena,
Livre para andar, voar e amar,
Ao sabor do amável vento,
Numa paixão suave e bela, como um beijo,
Andorinha dos céus, que daqui do chão eu vejo.
 
Dos seus cabelos o ouro é pleno,
Os olhos misteriosos como o luar noturno,
Suplicantes do amor sincero, do voto mais terno.
 
Sábia dama do coração sereno,
Angelical por essência, bela por existência,
Nuances de uma linda e bela mulher,
Tocante desse coração sombrio e frio,
Obscuro pela falta de um grande amor,
Solitário nesse mundo de tristeza e dor.
 
Menina dos lábios de aveia e mel,
Acalenta esse peito vazio de emoção,
Com a sua alegria, encho-me de paixão,
Há de haver em mim alguma solução,
A resposta para a minha eterna solidão,
Da alegria que o seu sorriso veio a trazer,
O seu gesto que a mim, fez renascer.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 06/05/2014
Alterado em 15/03/2018

Música: Angel - Jon Secada

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários