CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos



Caro Daniel Veríssimo - Bad Boys Para Sempre


9 anos se passaram, mas a dor continua sendo a mesma, chega a ser dilacerante. Imaginar o meu mundo sem você. Que eu vi nascer, que segurei nos braços com apenas 3 dias de vida, um bebê. Que pude testemunhar os seus primeiros passos, sua primeira fala, o primeiro dia no colégio, a nossa terna e eterna mania de competir um com o outro. As vezes nem dava para saber qual dos dois era a mais criança, creio que sempre acabava sendo eu, mesmo tendo 11 anos a mais, (risos). A chegada da adolescência, o exército, a vida profissional, o amor, os desentendimentos e alegrias típicas de uma vida cheia de vida. Tive o privilégio de ser testemunha de tudo isso e foi muito bom.

Lembro-me de quando compramos o nosso playstation 2, foi o máximo, 2 marmanjos bancando crianças de 6 anos, ficando de birra quando um perdia feio para o outro, sem nenhum dar o braço a torcer, das noites de sono que um perdeu por se preocupar pela não chegada do outro em casa no horário de costume, a sua vida, a minha vida, entrelaçadas como uma só, como verdadeiros irmãos devem ser.

Agora, você está em outra dimensão, vendo e torcendo por mim, aqui nesta terra perdida, lutando para levar a luz, até a minha mente turva e sem brilho, para que este jovem velho possa, mesmo com essa dor incessante, prosseguir no caminho, buscando meios para continuar encontrando motivos para seguir vivendo... É meu irmão, meu tampinha, você faz muita falta aqui no meu peito.

Mas tenho que seguir com a minha vida, não posso cair, quando o meu tempo chegar, também terei que fazer a travessia e me reencontrar com você, seria vergonhoso chegar com as mãos vazias, por isso tenho que honrar tudo o que você me ensinou desde o berço em que eu vi você dormir. Tenho que honrar a vida que tenho, e será me espelhando na vida que você trilhou para nós que eu hei de seguir, e sempre ter a paz, o amor e a simplicidade como metas, para que assim, não venha eu a envergonhar você quando nos reencontrarmos. Você, que foi um símbolo de honestidade, caráter e dedicação para todos os que o conheceram, o filho fiel, o irmão justo, o amigo do peito, o namorado gentil. Felizes daqueles que tiveram a honrar de conhecê-lo.

Vou continuar a trilhar o meu caminho nesse mundo, não sei aonde posso chegar ou aonde irei, mas sempre viajarei pela força dos meus pais e dos amigos que tenho, seria uma desonra a eles, desistir de viver, e é por eles que luto todos os dias, para ser o melhor daquilo que existe dentro de mim e ser sempre uma versão melhor que a anterior, todos os dias um dia novo. Dessa forma, creio que não só seguirei o seu exemplo, mas passarei a minha luz, para aqueles que não puderam sobreviver às perdas da vida, perdas como as que eu tive, perdas de pessoas semelhantes a você.

Do seu irmão e amigo que nunca deixará de pensar em você meu irmão...

Bad Boys para sempre.......
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 09/05/2014
Alterado em 15/03/2018

Música: Os Bons Morrem Jovens - Legião Urbana

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários