CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


À Saquarema



Uma praia, praia bela,
Linda de festa, com bela seresta,
Cantarolando canções de amor,
Buscando a terna moça apaixonada.

Olho ao norte, olho ao sul,
Brancas areias de um mar azul,
Azul profundo de amores e mistérios,
Que deixam os cantores atentos,
Não podem deixar a bela mulher ao relento.

Esta mulher, que se multiplica aos milhares,
Sendo uma e inúmeras, num milagre glorioso,
Amada por todos, desejada por muitos,
Que a seiva do amor entoe pelo ar,
Cânticos de paixão.

Para que a linda e majestosa deidade,
Ande sobre as águas de Saquarema.
Iluminada por Apolo, abençoada por Zeus.
Com a beleza da brilhante Afrodite,
E a inteligência da Divina Palas Atena.

Uma jovem, bela e serena,
Grande como o sol,
Linda como a lua,
Uma graça de uma pura ternura,
Uma princesa que ilumina este jovem,
Que vive por essa linda e apaixonada mulher.

E a mim caiu a grande escolha,
De ser o objeto do seu amor,
Energia que me faz forte, imortal,
A vencer as barreiras contra todo o mau.

Agora sou o Arcanjo Grego,
A lutar pela minha grande amada,
Por este mar de sonhos.
Sou o grande poeta lutador,
O guerreiro romântico,
Das praias que me viram nascer.

Sou grato a você, mulher de seda,
Menina divina, de graça prima.
Nenhum dia viverei sem você,
Pois quando isso acontecer,
Será um dia sem sol,
No tempo em que a terra há de se perder.

Esse fim, nunca acontecerá,
Enquanto tiver à minha luz,
A linda princesinha do mar,
A guerreira de terras distantes,
Da minha amada Saquarema.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 29/04/2015
Alterado em 15/03/2018

Música: In My Arms (Single Radio Edit) - Edward Maya

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários