CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


A Dor da Morte, Triste Partida


É impossivel não enlouquecer,
A sua foto não me deixa esquecer,
Que um dia nos amamos alegremente.
No entanto tudo é cinza e sombra agora
Nem parece o jardim encantado de outrora.

Navego num rio, sem rumo, a deriva do destino,
Apenas preto, branco e cinza no ar.
Lágrimas fogem dos meus olhos nus,
Um corpo sem sentidos, sequer um respiro.

Nada bate no peito, tudo que existe é um corpo morto,
O amor faz isso a quem o deseja, mas não o tem,
A dor que dilacera, a agonia que não tem fim,
A solidão é até uma benção,
Se não fosse a sua lembrança,
Que  aflora na minha mente.

Aquela dança, nossos olhos a bailar,
Os corpos entrelaçados, o calor intenso,
Sua boca, suas juras, seus gritos de prazer,
Ficar sem isso é de enlouquecer,
Não ter você é pior do que morrer.

Sentado a beira deste rio, no outro mundo,
Não tenho contatos, não sinto os seus passos,
Apesar da beleza, só sinto a tristeza,
De não ter você junto a mim,
Por que o meu caminho terminou assim.

A morte vem a bate a nossa porta,
Não diz a que veio, mas nos leva sem receio.
Tudo fica para tras, o amor também, o amor.
Separação que arde na alma,
Sem uma resposta de reencontro,
Apenas a esperança escondida nas estrelas.

Agora estou no espaço frio e vazio de amor,
Não quero seguir essa nova jornada,
Não sem você, que é tudo o que existe para mim.
Ficarei a esperar neste lugar gélido e sem vida,
A espera da sua chegada, mais que aguardada,
Para que a sua presença, reacenda a chama de luz.

Tudo voltará a ser belo, cheio de cores e paixão,
Eu voltarei a viver, agora eternamente,
Pois você comigo estará, linda e terna como sempre,
E a jornada iremos comtinuar juntos,
Como sempre deveria ser.

Feliz do casal que se ama e, mesmo depois da morte,
Lutam para estarem juntos, pois juntos sempre estarão,
Assim espero que eu e a luz da minha vida,
Possamos um dia retornar a estarmos unidos,
Num futuro incerto e sem previsão.

Mas para quem vive pela esperança da promessa,
Tudo não passará de tempo prévio,
Para um amor autêntico, no jardim do amor eterno...
....Até ao nosso reencontro meu amor....
...Eu te amo...
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 24/03/2018
Alterado em 21/05/2018

Música: Angel - Jon Secada

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários