CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


Paz, Amor e Simplicidade! - O Trinômio Sagrado de Deus!




 
Acho triste ver uma pessoa que acha que é a dona da verdade por causa da religião. Acho pobre de espírito aquele que usa de tais ferramentas para mostrar que está certo e que o restante do mundo está errado diante da sua teoria egoteocêntrica.

Observo tristemente, essa guerra entre religiosos das igrejas neopentecostais, católicos e de religiões afrodescendentes a respeito de tudo o que concerne ao direito de estar certo, de ser o elo entre o ser celestial e a Terra, uma autêntica demonstração da alienação social que existe em nossa sociedade.

Nada contra quem deseja professar a própria fé, se uns querem que deus seja Javé, que assim o seja, se for Jeová, amém, tem como certo que é Allá, maktub. Vivemos num país livre onde, todas as artes, culturas, tecnologias e sociedades convivem, por que só a religião tem que ser uma ciência específica  em que uma delas é a única dona de toda a verdade e as demais ciências teológicas meras seitas que levam ao caminho do caos.
 
É uma total ignorância dessas pessoas, considero-as verdadeiros fanáticos religiosos que, em vez de tentarem resolver o problema da forma correta, ficam se atacando  via internet, radio ou televisão. O que fazem é aumentar o ibope daquilo que eles tanto se opõem. Se quisermos dar o verdadeiro exemplo, daquilo que não queremos para o nosso meio familiar e para o ambiente social em que vivemos, façamos a caridade e a bondade com amabilidade, através da paz, do amor e da sinceridade, qualidades que não precisam ser de uma religião, ou de uma seita, ou de um culto para demonstrarem o que são e o que desejam cumprir, como papel nesse planeta mundo.


Que um dia o ser humano possa, nesse lar universal, enxergar a luz da divina sabedoria, a ponto de perceber que o amor, do que consideramos ser divino, está muito além das leis mesquinhas das religiões antigas e atuais e são tão simples de seguir quanto o caminho mais puro, basta olhar para as nossas criancinhas, o coraçãozinho delas é a chave para enxergamos de uma forma única e definitiva todo o amor de Deus, esse Deus sim, com "D" maiúsculo. A sociedade corrompe o homem, mas a religião desvirtua o verdadeiro e único amor que Deus tem por nós. Por isso, vamos deixar a guerra religiosa de lado, as cruzadas já aconteceram a mais de meio milênio, será que não aprendemos nada nesse período?
 
Portanto, deixem a guerra teológica de lado, vivam! Quando se deseja ser um discípulo de Deus, é só levantar-se de sua cadeira e lutar pela caridade, ajudando o povo, sem pedir dinheiro em troca, que essa ajuda seja dentro ou fora das igrejas. Dessa forma, você fará que o amor não tenha fronteiras, não podemos dar uma razão social para um sorriso sincero, um gesto amigo, um abraço caridoso. Vamos transformar esse planeta num lugar muito mais angelical e humano, usando apenas a paz, o amor e a simplicidade... A única e verdadeira Santíssima Trindade de Deus.
 
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 26/10/2012
Alterado em 15/10/2015
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários