CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos


Mulher, O Motivo da Minha Existência


A pior sensação que posso sentir em minha vida é quando desejo escrever, criar com naturalidade o que faço com prazer, e fico totalmente vazio da criatividade, por falta da essência da inspiração que me interliga com o universo a minha volta.

Neste exato momento desejo escrever bastante, sobre a mulher que vive dentro do meu peito, mas ela é tão grande e infinita que nada que eu venha a pensar é o suficiente para dizer tudo o que sinto por ela em uma única e solene expressão, para deixá-la saber que a amo muito mais do que amo a mim mesmo. Posso não ser a existência perfeita do homem moderno, mas tenho a essência mais limpa e pura para oferecer a ela, o que nenhum outro poderá fazer. Tudo por ela eu farei e sem pedir nada em troca, pois o seu sorriso natural, quando direcionado a mim, faz com que eu voe pelo céu bem alto e vibrante, numa explosão de amor e felicidade que ultrapassa as barreiras do que é real e do que é sonho.

Que eu possa ser o seu guarda e guia pela eternidade e que seja suficiente estar do lado dela, da mulher que é a pura energia que alimenta a minha vida.

Dizemos que as mulheres são essenciais para a evolução da vida na Terra. O que posso dizer é que, a mulher que amo não é apenas essencial, ela é a base para que eu possa respirar e que meu coração possa bater, sempre ao ritmo do seu santo nome.

Definitivamente, estar nesse planeta sem sentir a sua áurea e o seu perfume em sincronia com esse mundo de belezas, faria com que a tristeza tomasse conta de tudo que existe em mim, seria viver num vácuo escuro e solitário.

Minha querida e vital ambrósia da minha vida, sem você, a vida deixaria de fazer sentido, seria viver a natureza sem ter os sentidos para percebê-la. Você me deu esses sentidos quando me aceitou como seu amante e amigo, para ver o lindo e celestial sorriso em seu rosto, para tocar a tua boca rosada e sentir a aveia e mel do sabor do teu corpo. Me tornei o guerreiro invencível, imbatível e inquebrável. Por que o maior amor do mundo você ofereceu para mim, enquanto as estrelas existirem em nosso céu, e até depois disso.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 03/03/2013
Alterado em 17/10/2015
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários