Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos
                                  
Esperança
 
 
 
Não podemos perder a fé no que temos esperança de conseguir para o bem da nossa vida. Se desistíssemos a cada não que recebemos, de que valeria a pena viver? As grandes alegrias que conquistamos em nossa história estão na força que existe dentro de nós e que a usamos diante fracassos e frustrações que recebemos todos os dias, seja no amor, seja fora dele.
 
Por isso, mesmo que a névoa seja densa e a luz não seja mais do que uma pequena penumbra da manhã, que não deixa o sol nascer, lembre-se que ele nascerá para todos. Mesmo que você não acredite, com certeza um raio de sol acertará você. O deixará mais quente, mais vivo, mais cheio de amor e vontade de viver. Se assim o é, por que não lutar por isso?
 
Seja na guerra, seja no amor, seja na paz, nunca deixe de acreditar em seus sonhos e em suas fantasias, mesmo as do tempo de criança. Dessa forma, mesmo o amor mais impossível, a guerra perdida ou a paz longínqua estarão mais próximas de serem conquistadas por você do que qualquer um outro. Basta acreditar em si próprio, basta ter fé em si mesmo, fazer com que a centelha da esperança não venha a se apagar, que o universo conspirará para que você consiga o que lutou por toda uma vida para conseguir...
 
...Ter esperança nunca foi motivo de derrota para ninguém, por isso, siga em frente.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 14/09/2013
Alterado em 18/10/2015
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários