CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos



Lua Serena
 

Suavidade que sinto em sua voz,
Talento raro que só jovens mulheres o têm,
Encanta-me até a mais profunda essência,
Fascinando-me como um velho e jovem amante.
Amor puro e autêntico pela mulher dourada que vejo,
Numa ânsia louca de tê-la em meus braços,
Nesse luar de magia rara, entrelaçados como um só,
Yin e Yang, Alpha e Ômega, Essência e Existência.
 
Força no olhar, sutileza no toque,
Instintiva e maternal, o mar calmo e infinito,
Guiando-me para os seus braços alvos como a neve,
Ungindo-me com o dourado dos seus cabelos ao redor de mim.
Energia que fortalece o meu corpo e o meu espírito,
Iniciando um elo entre nós que jamais terá fim.
Rainha minha! Habita o meu corpo! Ele é seu!
Amor que viveremos você e eu!
 
Darei a você tudo que há em mim!
Ao romance que há entre mim e ti!
 
Sua voz acalma meu espírito febril,
Iluminando a escuridão suprema em que vivi,
Luz que emana dos seus cabelos cacheados,
Voando pelo céu, perfumando o meu corpo,
Amenizando essa solidão que nunca termina.
 
Nos seus olhos encontrei a esperança,
Estou vacinado contra a solidão, voltei à velha dança,
Você eliminou as dores do meu peito,
Esquentando-me com o doce calor do seu beijo,
Salvando a mim e para sempre saciando os meus desejos.
 
 
 
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 20/10/2013
Alterado em 15/03/2018
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários