Mauro Veríssimo
"À minha Bella, a mulher mais admirável dos jardins dos meus sonhos. Minha vida, a ti pertence."
Textos
 
 
 
O Que é Ser Humano e o Que é a Humanidade?
 
 
 
 
É interessante como a vida passa e ficamos sem perceber os seus movimentos, numa hora você é dono do ato principal e em outra é um mero observador anônimo diante todo um cenário que antes era totalmente seu.
 
Pelas ruas em que passo, tenho a plena certeza que já conheci uma ou outra pessoa que passa por mim, umas trazem bons sentimentos, outras nem tanto, mas percorro o meu caminho, sereno e imparcial. Buscando o espaço que preciso para me entender como pessoa e como ser humano que sou. Não é uma tarefa fácil, o que é o ser humano? O que me faz ser humano?
 
Podem ser as atitudes que tomo a cada decisão que tenho que optar para seguir a minha jornada, será apenas isso? O ser humano então é um mero seletor de opções?
 
Assim não creio, imaginar que o ser humano seja apenas isso é o mesmo que dizer que o oceano infinito tem apenas a função de um rio ou córrego até. Creio que sejamos muito mais, mas caso seja, como poderemos exemplificar de forma plena e precisa o que nós somos?
 
Infelizmente aprendemos a doce e triste arte de matar, muitas vezes influenciados por uma mídia viciada em violência, dor e sofrimento. Onde o sangue derramado é artigo de lucro fácil diante o clamor das vítimas ainda vivas no seu trajeto iminente para a morte. Sem contar as demais formas de violência gratuita informadas por todos os meios de comunicação, mantendo a multidão presa a tela da tv ou às emissões de rádio, sem contar o mundo virtual dos “web sites”, que compartilham essa matéria mais do que ninguém.
 
Acredito que haja o outro lado da moeda, não existe apenas dor na arte de vivenciarmos a nossa humanidade, tem o amor nessa história e é o amor que nos salva do nosso cadafalso, é o amor que nos tira do abismo e é o amor que mostra, dentre muitas outras facetas, o que realmente deveríamos ser para realmente vivenciarmos a alegria da vida humana neste planeta inestimável.
 
E onde vemos o amor para que possamos demonstrar a nossa humanidade? A todo o momento em que você se sacrifica para tornar a vida de alguém um pouco melhor, nem que seja por uma fração de segundos. Você consegue sentir na pele quando essa energia emana do seu corpo, o ato de salvar vidas, como tantos bombeiros e voluntários o fazem todos os dias sem pestanejar, as enfermeiras e auxiliares técnicos que lutam a todo o momento para salvar a vida do pacientes em hospitais que estão aos seus cuidados, numa queda de braço com a Dona Morte para ver quem vence no final. As mães pelos seus filhos, os avós pelos seus netos, a união global com o intuito de atingir a paz absoluta, sem guerras, sem violência, sem o caos.
 
Temos que compartilhar mais esse sentimento e sabermos salvar e sermos salvos. Muitas vezes, devido ao nosso ego, somos incapazes de aceitarmos sermos salvos por alguém, nas mais diversas plataformas da vida. O indivíduo que sabe salvar e aceitar ser salvo quando assim for preciso, com certeza é um ser humano mais pleno e está mais próximo de saber o que é ser humano e o que é humanidade.
 
Por isso seja humano, ame, ajude e aceite a ajuda quando preciso, lute e seja violento quando isso for necessário para o bem maior, mas cesse as trincheiras tão logo o objetivo seja atingido. Mas principalmente, lembre que a pessoa ao seu lado também é um humano, que precisa de ajuda ou pode te auxiliar para te elevar a uma vida melhor, sem que você sequer pudesse imaginar. Façamos isso e realmente chegaremos ao dia em que todos os habitantes deste planeta saberão como é ser humano e entenderão plenamente como é exercer a sua, a nossa humanidade.
 
 
 
 
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 20/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários