Mauro Veríssimo
"Não posso dizer o que não sei, mas posso dizer que a amo intensamente. Minha vida, a ti pertence."
Textos
Aonde Encontrar o Amor?
 

Outro ano sem você, o Junho continua o mesmo,
Vivendo nesta solidão sem fim, 
Nada que faça sentido a minha volta,
Apenas o vento soando solitário.

Companhia misteriosa, mas bem vinda.
Quando o coração sofre a mente não brilha,
A beleza não se manifesta, a tristeza bate,
A lágrima cai dos olhos cansados de esperar,
Pelo amor que nunca chega... , parece nunca chegar.

Sou andarilho das madrugadas, ser errante,
Um romântico sem um único amor para se ancorar.
Neste oceano de pedras armadas que tocam os céus,
Céus que deveriam ser azuis cintiliantes, deveriam...

Aos olhos do homem que vive sem ser amado,
A vida passa diante de si, mas tudo sem cor,
Até os daltônicos sentem as matizes do amor, suas silhuetas,
Por que não eu? Por que não eu? Por que não eu?

Aquilo que mais desejo é exatamente o que nunca tenho,
Ansejo, mas não aparece diante dos meus olhos,
Eu quero, aspiro e preciso ardentemente do amor,
Mas a bela do meu destino é ainda um misério sem solução.

O 12 de Junho é para festejar, mas para mim é um martírio,
Os namorados andando pelas ruas, felizes e encantados,
No entanto, eu fico no cinza-escuro da dor que sinto no peito,
Amo a vida como nunca, mas não sou amado por ninguém!

Ame o seu amor, ame-a como nunca, 
Ela é a base, o princípio e o fim de tudo,
Pois nada é mais belo do que o sorriso da própria amada,
E saber que ele só pertence a você.

Quero sentir esta emoção um dia,
Talves eu deixe de ser um morto-vivo,
E finalmente nasça para a vida como gostaria de viver.
No dia em que finalmente encontrar você.

Nada é pior do que a morte,
A não ser uma vida sem amor,
Sem a amada que enche o nosso coração de vida,
A alma fica preenchida de uma alegria eterna,
Enquanto o sorriso dela brilhar em seu rosto.

Que assim o meu destino venha a ser,
Iluminado pelo amor da mulher que me escolher,
E que ela seja o centro da minha gravidade,
Pois não desejo viver neste universo,
Sem que você esteja comigo,
Viajando por ele, como namorados devem ser.
Mauro Veríssimo
Enviado por Mauro Veríssimo em 12/06/2021
Alterado em 12/06/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários